Acad. Roched Abib Seba




Titular em 25/09/2021

Especialidade:

Acadêmico Patrono

Cadeira: 63

Patrono:


Mini currículo:

Nasceu em Pratápolis, Minas Gerais, em 10 de abril de 1917, viveu sua infância e adolescência em Uberlândia, onde concluiu o ensino médio no Ginásio Mineiro e faleceu em Niterói no dia 02 de fevereiro de 1988. Em 1937 ingressou na Faculdade Fluminense de Medicina, em Niterói e no ano seguinte passou a exercer o cargo de Auxiliar Acadêmico como técnico de laboratório no Hospital da Polícia Militar. Durante o curso médico, ministrava, aulas particulares de Física, Química e Matemática. Em 1939 ingressou, no Instituo Vital Brazil, como Auxiliar-Acadêmico, sendo promovido à Chefia da Secção de Química em 1944, um ano após sua formatura. Nessa ocasião, trabalhava também no Instituto Oswaldo Cruz como Analista Químico, cargo que ocupou em decorrência de Concurso Público, realizado pelo DASP dois anos antes. Assumindo a Chefia da Secção de Química do IVB optou por se desligar do Instituto Oswaldo Cruz. Era enorme seu afeto pela pessoa, pela família e pela Instituição criada pelo Doutor Vital Brazil. Reciprocamente, Dr. Vital lhe confiaria a Direção Industrial de seu Instituto em 1947. No ano seguinte, a Assessoria Científica, e em 1949 a Direção Científica da qual só se afastou em 02 de fevereiro de 1988, data de seu falecimento.

Foi médico do Hospital Getúlio Vargas de Niterói, de 1959-60, Fisiologista do Laboratório Central de Drogas e Medicamentos do Ministério da Saúde período 1960-61, médico do ex-IAPI de 1961-68, Supervisor da Linha de Laboratórios do INAMPS - RJ 1964-68, e Coordenador do Projeto Rondon no Estado do Rio, em 1972. Não obstante o acúmulo de atividade técnicas Roched Seba teve uma grande produção científica e sempre foi um entusiasta dedicado ao ensino: Monitor de Biologia da Faculdade Fluminense de Medicina 1937-39, Monitor e Instrutor de Química do Curso Complementar da Fac. Fluminense de Medicina 1940-42, Professor de Física do Colégio Plínio Leite em 1940, Prof. de Química e de Física do Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar do RJ em 1958, Professor do Curso de Pós-Graduação de Técnicas Bio-Farmacêuticas, disciplina de Imunologia do Centro de Pesquisas Biológicas do Estado da Guanabara, de 1960-63, Professor Titular do Depto. de Fisiologia da Universidade Federal Fluminense de 1966-88, Diretor da Faculdade de Medicina de Valença de 1970-74, Professor Titular de Fisio-Farmacologia da Faculdade de Medicina de Valença de 1969-88, Professor Titular de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Teresópolis de 1970-88. Seus alunos por reconhecimento à sua dedicação e qualidades, inúmeras vezes o escolheram como Professor Homenageado, Patrono, Paraninfo e Nome de Turma.

Participou diversas vezes como Presidente ou como Membro de inúmeras Bancas Examinadores de Concurso Público para o Magistério Superior, de Defesas de Tese de Mestrado, de Doutorado, e de Livre-Docência no Estado do Rio de Janeiro e em outros Estados. Exerceu atividade em Comissões Técnicas e Profissionais, destacando-se: Assessor Científico da CACEX do Banco do Brasil, na importação brasileira de insumos para a Indústria Farmacêutica; foi Membro do Grupo de Trabalho do Governo Federal para estabelecer Normas de Desenvolvimento da Indústria Química e Farmacêutica no Brasil e Membro da Comissão Técnica de Revisão de várias edições da Farmacopéia Brasileira; autor do Estudo Técnico e Econômico sobre implantação da Indústria Farmacêutica no Estado de Goiás, publicado pela BRASTEC, 1963; coordenou os Estudos sobre Epidemiologia e Natureza Infecto-Contagiosa do Pênfigo Foliáceo nos Estados do Mato Grosso e de Goiás, nos anos 1957 e 1958; editor e diretor da revista Boletim do Instituto Vital Brazil de 1949 a 1988. Alguns trabalhos publicados: O emprego dos anti-histamínicos de síntese no envenenamento botrópico, 1948; Farmacologia da d-isochondrodendrina e alguns de seus compostos alquilados, 1949; Propriedades terapêuticas dos derivados benzílicos dos ácidos graxos do óleo de sapucainha, 1950; Estudo químico e farmacológico dos alcalóides da Rauwolfia selowii, 1954; Substâncias curariformes naturais e de síntese, 1955; Relaxamento muscular - bases teóricas e aplicações práticas dos curares, 1955; Substâncias químicas de efeito oncogênico, 1956; Reserpina - química e farmacêutica, 1957; Efeitos hipotensores dos alcalóides do gênero Rauwolfia, 1958; Métodos de padronização dos toxóides tetânico e diftérico, 1965; Estudo comparativo de imunização anti-tetânica com uso do toxóide tetânico fluido e precipitado pelo alúmen, 1970; Nutrição parenteral, 1972; Algumas considerações imunológicas sobre a Neisseria meningitidis, 1975; Importância da produção de medicamentos biológicos no Brasil, 1980. Em 24 de junho de 1976 a Assembleia Legislativa lhe conferiu o título de Cidadão do Estado do Rio. Por ocasião de seu falecimento, fevereiro de 1988, Eduardo Costa ex-secretário de Saúde do Estado do Rio e Professor da Escola Nacional de Saúde Pública publicou nos jornais a seguinte nota: "Roched Seba representa mais do que um cientista que, por profícuo trabalho de toda uma vida, engrandeceu o Instituo Vital Brazil e sobretudo o País. Ele era um símbolo da resistência dos pequenos laboratórios oficiais à destruição imposta, por interesses protegidos pelas políticas federais, no setor, nos últimos vinte e tantos anos. Ele mesmo me confidenciou, há alguns anos, de sua tristeza por ver o IVB ser progressivamente transformado num mero embalador de comprimidos, abandonando sua tradição na área dos produtos imunobiológicos, pesquisa e produção de soros e vacinas. Preocupava-se também com a monopolização dos imunobiológicos, na FIOCruz desde 1975, mercê da canalização de recursos e atribuições conferidos pelo Ministério da Saúde, num movimento que incluía jogar fora a experiência e a tecnologia nacionais e trazer outras do exterior".

Biografia fornecida por seu filho, o Acad. José Bullos Seba

___________________________________________________________________________________________

Dr. Roched Abib Seba Médico, Cientista e Professor


Nasceu em 10 de abril de 1917, na cidade de Pratápolis, MG. Passou sua juventude em Uberlândia, MG. Cursou medicina na Universidade Federal Fluminense em Niterói, RJ, de 1937 a 1943, neste período cursou extensão universitária e pós- graduação: Curso de Endocrinologia na Universidade do Brasil em 1940; Curso de Alergia na Universidade do Brasil em 1941; Curso de Aplicação no Instituto Oswaldo Cruz, diplomado em dezembro 1943. Dominava os seguintes idiomas: árabe, alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e português.

Alguns dos cargos de destaque que ocupou:

- Diretor Industrial do Instituto Vital Brazil, em Niterói, RJ, de 1947 a 1948;
- Diretor Científico do Instituto Vital Brazil, em Niterói, RJ, de 1949 a 1988;
- Diretor da Revista Boletim do Instituto Vital Brazil, RJ, de 1949 a 1988;
- Membro da Comissão Técnica de Revisão de várias edições da Farmacopeia Brasileira, designado pela Portaria n° 10, do Diretor do Serviço Nacional de Fiscalização da Medicina, tomando parte na revisão dos "Ensaios Biológicos, Hormônios e Vitaminas", no período compreendido entre 1952 a 1955;
- Coordenador dos Estudos sobre Epidemiologia e Natureza Infecto Contagiosa do Pênfigo Foliáceo,  sob o auspício do Ministério da Saúde, juntamente com Professor Alcides da Silva Jardim, no Hospital Mato-Grossense do Pênfigo, na cidade de Campo Grande, no Estado do Mato Grosso e no Hospital do Pênfigo de Goiânia no Estado de Goiás, nos anos de 1957 a 1958;
- Fisiologista do Laboratório Central de Drogas e Medicamentos do Ministério da Saúde, de 1960 a 1961;
- Médico credenciado no setor Bioquímico do antigo IAPI, de 1960 a 1968;
- Assessor Científico da Cadeira de Câmbio Exterior do Banco do Brasil S/A - CACEX, para assuntos de Importação e Exportação de substâncias medicamentosas para a Indústria Farmacêutica, por indicação do Ministério da Saúde, de 1963 a 1988;
- Membro do G.T., criado pelo Decreto n°51.685, de 30 de janeiro de 1963, art. 2°, Indústria Químico-Farmacêutico Nacional, pelo então Presidente da República João Goulart, em 1963;
- Elaborador do Estudo Técnico-Econômico a respeito da Implantação da Indústria Química Farmacêutica no Estado de Goiás, publicado pela BRASTEC, em 1963;
- Membro do G.E.I.F.A.R., instituído pelo Decreto n° 52.471, de 13 de setembro de 1963, do Governo Federal, para estabelecer Normas de Desenvolvimento da Indústria Química e Farmacêutica no Brasil, pelo Presidente da República João Goulart, em 1963;
- Vice-diretor do Centro de Pesquisas Biológicas do Estado da Guanabara, de 1963 a 1965;
- Supervisor da Linha de Laboratórios do INPS, no Estado do Rio de Janeiro, de 1964 a 1968;
- Diretor Geral da Faculdade de Medicina de Valença, Fundação Don André Arcoverde, em Valença, RJ, de 1970 a 1974. Durante sua gestão e através de seu empenho a Faculdade de Medicina foi reconhecida pelo MEC;
- Coordenador do Projeto Rondon no Estado do Rio de Janeiro, em 1972;
- Membro da Comissão Científica da Associação Médica Fluminense, Federada à Associação Médica Brasileira, durante a gestão de 1977 a 1979;
- Membro do CIPNI (Comissão Interministerial Programa Nacional de Imunização), criado pelo disposto no item 4, da Portaria Interministerial n° 01, de 09 de maio de 1979, Brasília, em 1979;
- Presidente da Academia de Medicina do Estado do Rio de Janeiro - ACAMERJ, eleito em 1980. 

Alguns dos cargos ocupados na área didática:

- Professor do Curso de Pós-Graduação de Técnicas Bio-Farmacêuticas, lecionando a disciplina Imunologia do Centro de Pesquisas Biológicas do Estado da Guanabara, RJ, de 1960 a 1961;
- Professor Titular de Bioquímica do Instituto Biomédico da Universidade Federal Fluminense, em Niterói, RJ, de 1963 a 1965;
- Organizador e Professor do curso de Imunologia, realizado sob os auspícios do Centro de Pesquisas Biológicas do Estado da Guanabara, em 1963;
- Professor Titular de Fisiologia do Instituto Biomédico da Universidade Federal Fluminense, em Niterói, RJ, de 1966 a 1988;
- Professor Titular de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Valença, Fundação Don André Arcoverde, em Valença, RJ, em 1974 a 1988;
- Professor Titular de Fisiologia da Faculdade de Medicina de Valença, Fundação Don André Arcoverde, em Valença, RJ, em 1974 a 1988;
- Professor Titular de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Teresópolis, em Teresópolis, RJ, de 1970 a 1988; Por seu trabalho, dedicação e demais qualidades foi reconhecido inúmeras vezes pelos alunos que o escolheram como: Professor Homenageado, Patrono, Paraninfo e Nome de Turma. Participou diversas vezes como Presidente ou como Membro de inúmeras Bancas Examinadoras de Concurso Público para Magistério Superior, Defesas de Tese de: Mestrado, Doutorado e Livre-Docência, no Estado do Rio de Janeiro e em outros Estados. 

Foi Sócio e Membro:

Sócio da Sociedade Fluminense de Medicina; Sócio da Sociedade Brasileira de Medicina; Sócio da Sociedade Brasileira de Microbiologia; Membro do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro; Membro do Conselho da Comissão Científica da Sociedade Fluminense de Medicina; Sócio da Sociedade de Anestesiologistas do Estado da Guanabara; Membro da Sociedade Brasileira de Metodologia; Membro Fundador da Academia Fluminense de Medicina - ACAMERJ; Membro Titular da Academia Fluminense de Medicina - ACAMERJ, ocupando a cadeira nº 50; Membro Emérito da Academia Fluminense de Medicina - ACAMERJ, em 1987. 


Alguns de seus Trabalhos Científicos - pesquisa, ensaios, produções, criações e aperfeiçoamentos:

Em 1948 - "O EMPREGO DOS ANTI-HISTAMÍNICOS DE SÍNTESE NO ENVENENAMENTO BOTRÓPICO";
Em 1949 - "FARMACOLOGIA DA D-ISOCHONDRODENDRINA E ALGUNS DE SEUS COMPOSTOS ALQUILADOS"; 
Em 1950 - "PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS DOS DERIVADOS BENZÍLICOS DOS ÁCIDOS GRAXOS DO ÓLEO DESAPUCAINHA";
Em 1954 - "ESTUDO QUÍMICO E FARMACOLÓGICO DOS ALCALÓIDES DA RAUWOLFIA SELOWI MUL-ARG";
Em 1955 - "SUBSTÂNCIAS CURARIFORMES NATURAIS E DE SÍNTESE";
- "RELAXAMENTO MUSCULAR - BASES TEÓRICAS E APLICAÇÕES PRÁTICAS DOS CURARES"; 
Em 1956 - "SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS DE EFEITO ONCOGÊNICO"; Em 1957 - "RESERPINA - QUÍMICA E FARMACÊUTICA";
Em 1958 - "EFEITOS HIPOTENSORES DOS ALCALÓIDES DO GÊNERO RAUWOLFIA";
Em 1965 - "MÉTODOS DE PADRONIZAÇÃO DOS TOXÓIDES TETÂNICO E DIFTÉRICO";
Em 1970 - "ESTUDO COMPARATIVO DE IMUNIZAÇÃO ANTI-TETÂNICA COM USO DO TOXÓIDE TETÂNICO FLUÍDO E PRECIPITADO PELO ALÚMEN";
Em 1971 - Ensaios e produção do SORO ANTILINFOCITÁRIO, utilizado por renomados especialistas em transplantes de órgãos, todos unânimes em reconhecer seu alto grau de pureza, destacando-se por ter sido o PRIMEIRO DO MUNDO - SORO ANTILINFOCITÁRIO QUE POSSIBILITAVA SUA APLICAÇÃO POR VIA ENDOVENOSA, tendosidoutilizadopelosmaiorescirurgiõesnacionaiseinternacionais, como Christian Neethling Barnard (cirurgião sul-africano, o primeiro a realizar transplante decoração) que esteve no Brasil e constatou a eficácia do medicamento, levando-opara África do Sul para ser utilizado em suas cirurgias. Este medicamento barateou significativamente o preço do transplante no mundo;
Em 1972 - "NUTRIÇÃO PARENTERAL";
- Aperfeiçoamento da técnica utilizada na produção de SOROS BIOLÓGICOS como: ANTITETÂNICO, ANTIDIFTÉRICO, ANTICROTÁLICO, ANTIBOPRÓPICO, ANTIOFÍDICO e ANTI-RÁBICO, TORNANDO-OS CRISTALINOS E ALTAMENTE PURIFICADOS;
Em 1973 - Ensaios e produção do SORO ANTILATRODÉTICO, contra o veneno da aranha viúva negra;
- ENSAIOS E PRODUÇÃO EXPERIMENTAL DE GAMAGLOBULINA DE ORIGEM PLACENTÁRIA, DE GAMAGLOBULINA ANTITETÂNICA E DE GAMAGLOBULINA ANTIPERTUSSIS;
Em 1974 - APROVEITAMENTO DA TÉCNICA DE PRODUÇÃO DOS TOXÓIDES TETÂNICOS E DIFTÉRICO;
- Ensaios e produção da VACINA UNIVALENTE CONTRA A MENINGITE DO TIPO A, SEGUNDA PRODUZIDA NO MUNDO;
- Ensaios e produção da VACINA UNIVALENTE CONTRA A MENINGITE DO TIPO C, SEGUNDA PRODUZIDA NO MUNDO;
- Ensaios e produção da VACINA BIVALENTE CONTRA A MENINGITE TIPO A e C, A PRIMEIRA PRODUZIDA NO MUNDO, que se confirmou como o único tipo de vacina capaz de superar o problema da meningite no Brasil;
Em 1975 - "ALGUMAS CONSIDERAÇÕES IMUNOLÓGICAS SOBRE A NEISSERIA MENINGITIDIS";
- Ensaios e produção do SORO ANTIMENINGOCÓCICO, O PRIMEIRO FABRICADO NO MUNDO;
- No mês de agosto, O APERFEIÇOAMENTO DA TÉCNICA DE PRODUÇÃO DA VACINA CONTRA A CÓLERA; 
Em 1980 - "IMPORTÂNCIA DA PRODUÇÃO DE MEDICAMENTOS BIOLÓGICOS NO BRASIL".
Teve vários trabalhos apresentados perante a sociedade científica, no Brasil e internacionalmente, desde 1948. Como congressista e em jornadas profissionais foi convidado, inúmeras vezes, a ser: palestrante, relator, coordenador, debatedor, vice-presidente, presidente ou presidente de honra, desde 1948 até 1986, em âmbito nacional e internacional. 

Algumas das condecorações e homenagens recebidas:

- PRÊMIO ANTÔNIO PEDRO, com Medalha de Ouro, da Sociedade Fluminense de Medicina, em 1950 e em 1951;
- HOMENAGEADO DURANTE O "CONGRESSO PRIMEIRAS JORNADAS DE RABIA DE CÓRDOBA", em Córdoba, na Argentina, em 1968;
- PREMIUM ABIF EM 1969;
- CONDECORADO COM GRÃ CRUZ DE CAVALEIRO, pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro;
- Ordem do Mérito do Estado do Rio de Janeiro criada pelo Decreto nº. 16321, de 08 de fevereiro de 1974. O Governador do Estado do Rio de Janeiro, GRÃO MESTRE DA ORDEM DO MÉRITO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, e muso de suas atribuições legais, houve por bem, cumprindo o que determina o Decreto 16556, de 11 de novembro de 1974, inscrever a sua Excelência o Senhor Professor Roched Abib Seba no grau Oficial da mesma ordem. E, para constar expediu o presente Diploma. Niterói, RJ. Governador Raimundo Padilha;
- TÍTULO DE CIDADÃO VALENCIANO;
- HONRA AO MÉRITO, concedido pela Grande Loja do Estado do Rio de Janeiro;
- TÍTULO DE CIDADÃO NITEROIENSE;
- MOÇÃO "MÉDICO DO ANO DE 1974" E "HOMENAGEM ESPECIAL" pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro;
- MEDALHA DA ORDEM DO MÉRITO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, EM 1974;
- TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO NITEROIENSE;
- TÍTULO DE CIDADÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO;
- SENDO HOMENAGEADO NO LIVRO: "QUEM É PERSONALIDADE NO BRASIL", CONSTANDO PARTE DE SUA BIOGRAFIA, EDITADA PELA CÂMARA COMERCIAL, INDUSTRIAL E ADMINISTRATIVA DE SÃO PAULO;
- HOMENAGEM DA ASSOCIAÇÃO MÉDICA FLUMINENSE, FEDERADA À ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA, POR SUA PARTICIPAÇÃO NA COMISSÃO CIENTÍFICA NA QUALIDADE DE MEMBRO;
- MÉDICO DO ANO DE 1979, ASSOCIAÇÃO MÉDICA FLUMINENSE - FEDERADA À ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA, PELA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO;
- ORDEM DO CIDADÃO DO RIO DE JANEIRO;
- DIPLOMA DE OUTORGA DA MEDALHA "INSTITUTO BUTANTAN" pela sua contribuição para o engrandecimento do Instituto Butantan e para o progresso da ciência. Palácio dos Bandeirantes, 11 de junho de 1981. Entregue pelo então Governador Paulo Maluf;
- GRÃO-MESTRE DA ORDEM DO MÉRITO DO ARARIBÓIA, no exercício de suas funções legais e considerando o que determina o Decreto 4384, de 21 de novembro de 1984, outorga a Sua Excelência o grau OFICIAL inscrevendo-o no Livro da mesma Ordem e conferindo-lhe o presente Diploma. Niterói 21 de novembro de 1984;
- Câmara Municipal de Niterói, de acordo com a resolução n° 1082, de 19 de maio de 1981, confere o presente DIPLOMA E A MEDALHA LEGISLATIVA MUNICIPAL DO MÉRITO DR. JOSÉ CLEMENTE PEREIRA ao reconhecimento a sua participação no engrandecimento sócio cultural e do continuado progresso da cidade de Niterói. Niterói, RJ, 06 de fevereiro de 1985. Presidente da Câmara José Vicente Filho;
- "MÉDICO DO ANO DE 1985", pela Associação Médica Fluminense - Federada à Associação Médica Brasileira;
- GRÃO-MESTRE DA ORDEM DO MÉRITO DO ARARIBÓIA, outorga a Sua Excelência o grau COMENDADOR. Niterói, 21 de novembro de 1985;
- DIPLOMADO ACADÊMICO EMÉRITO ACAMERJ, em 1987. 

Algumas das homenagens póstumas:

- Pronto Atendimento Professor Roched Abib Seba, em Niterói, RJ;
- Rua Roched Abib Seba, em Niterói, RJ;
- Fundação Roched Abib Seba, na Universidade Federal Fluminense;
- Rua Roched Abib Seba, em Pratápolis, MG;
- Encontro Científico do Instituto Biomédico e Semana Científica Professor Roched Seba, pela Universidade Federal Fluminense, nos anos de 1993, 1995 e 1997;
- Medalha Roched Abib Seba concedidas pela ACAMERJ as pessoas de destaque no âmbito científico, desde 2004 até 2017;
- "Título Póstumo de Cidadão Benemérito Pratapolense", em 2017;
- Prédio da Câmara Municipal de Pratápolis passou a ser denominado: "Câmara Municipal Dr. Roched Abib Seba", em 2017;
- Cadeira nº 63, Patrono Acadêmico Professor Dr. Roched Abib Seba, pela ACAMERJ em 2017;
- Rua Dr. Roched Abib Seba, na cidade de Uberlândia, MG, em 2017;
- Resolução nº: 009, de 14 de setembro de 2017, INSTITUI O TÍTULO HONORÍFICO DA SAÚDE "ROCHED ABIB SEBA", Câmara Municipal de Cuiabá, MT;
- Placa Comemorativa pelo Centenário de Nascimento do Acadêmico Roched Abib Seba, pela ACAMERJ em 2017;
- Selo comemorativo pelo Centenário de Nascimento do Dr. Roched Abib Seba, homenagem prestada pelos Correios, no ano de 2017.

Biografia fornecida por seu neto Dr. Márius Seba


Currículo Lattes